Sem semicondutores, Volks vai reduzir produção em São Bernardo

A medida, aprovada pelos trabalhadores, estabelece uma jornada 24% menor na unidade a partir de julho

A Volkswagen reduzirá, a partir de julho, a jornada de trabalho dos funcionários da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), onde são produzidos os modelos Polo, Virtus, Nivus e Saveiro.

A redução será de 24% na produção por causa da falta de componentes, em especial semicondutores, informou o sindicato local dos metalúrgicos na quarta-feira, 22.

A medida será aplicada a partir de 7 de julho, data em que parte do quadro da produção da unidade voltará das férias coletivas de dez dias que começarão em 27 de junho.

O sindicato informou, ainda, que a diminuição da jornada, bem como redução salarial em 12%, foram termos negociados com a montadora em 2020.

Falta de semicondutores motivou férias coletivas na Volks

Segundo o diretor administrativo do Sindicato, Wellington Messias Damasceno, a montadora pretendia suspender um turno de produção como alternativa para a falta de fornecimento de chips. A redução da jornada, na visão da entidade, no entanto, produziria um impacto menor no quadro de funcionários e na cadeia de fornecedores.

volks
Enquanto a situação na melhora a montadora alemã segue com a produção reduzida.

“Buscamos a alternativa garantida no acordo e que não impactasse em toda a cadeia produtiva. É a melhor ferramenta que temos para o momento, que será avaliada mês a mês e que pode sofrer alterações até a normalização da situação”, disse o representante do sindicato.

Procurada pela reportagem, a montadora ainda não confirmou a aplicação da medida na unidade Anchieta até o fechamento desta matéria.

Afora as férias coletivas concedidas para a próxima semana, a Volks já havia concedido férias a cerca de 2,5 mil funcionários em maio também por problemas na cadeia de fornecimento de peças e semicondutores.

A unidade Anchieta, como também é conhecida a fábrica de São Bernardo do Campo, tem um quadro formado por cerca de 8,2 mil trabalhadores, sendo 4,5 mil deles na produção. Um cenário complicado para os trabalhadores da Volks, mas a medida é uma tentativa da fábrica manter as atividades enquanto aguarda a volta de insumos. Ainda não sabemos quanto tempo a situação irá durar mas se você saber mais acesse o site.

Para continuar por dentro das principais novidades do mundo da indústria acesse o nosso site.

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?