//A vida em Marte e a impressão 3D
Marte

A vida em Marte e a impressão 3D

Desde que começou a corrida espacial durante a guerra fria o ser humano passou a ter um fascínio maior pelo espaço, a viagem espacial e a possibilidade de ocupar outros planeta, principalmente Marte por ser o mais perto da Terra.  As recentes mudanças climáticas que o planeta vem sofrendo fizeram com esse desejo se tornasse ainda maior.

Por ser o planeta mais próximo da Terra e o que temos maior conhecimento sobre o mesmo se tornou objeto de interesse para muitas empresas que ambicionam realizar grandes projetos de ocupação e colonização assim que for possível.

A urbanização de Marte

Cientistas e arquitetos especulam sobre a vida no planeta há décadas. Tem sido ponderado por cientistas, retratado na televisão (“My Favorite Martian”) e em desenhos animados (“Marvin the Martian”). A vida no planeta vermelho não é um conceito novo, mas se a vida existiu ou se existem extraterrestres atualmente em Marte ainda não foi confirmado. No entanto, os cientistas agora estão revelando como estão explorando opções para os humanos habitarem Marte.

Em uma edição de 15 de novembro de 2021 da revista Bloomberg Businessweek, foi incluída uma matéria que questionava a proposição da vida urbana marciana. Exatamente como uma colônia do planeta vermelho, habitada por humanos, funcionaria? A outra opção considerada é a lua, mas alguns cientistas acreditam que Marte é a opção mais viável. Isso se deve em grande parte aos depósitos de minério contendo ferro, alumínio e outros minerais, bem como uma baixa atração gravitacional, levando a um ambiente de construção e desenvolvimento mais viável no espaço.

Há representações de Hollywood de humanos se esforçando para viver no planeta, talvez a mais famosa delas seja o filme “Perdido em Marte” o filme de grande sucesso que retrata cuidadosamente a jornada de um homem ao planeta.

marte
A ocupação do planeta ainda não aconteceu mas em breve poderá ser uma realidade.

A impressão 3D também não é estranha ao espaço astronautas já fizeram o uso dessa tecnologia e mais recentemente até Cingapura já enviou suas primeiras peças impressas em 3D para a lua.

No entanto, não é fácil construir um centro urbano na Terra, muito menos em Marte. A atmosfera de Marte é 95% de dióxido de carbono e extremamente fina, sendo a exposição à radiação solar mais intensa. Quaisquer fontes de água remanescentes estão congeladas em lagos subterrâneos, tornando ainda mais desafiador sustentar a vida. É aqui que a tecnologia e a impressão 3D podem ajudar a criar protótipos de habitats, bem como construir grandes habitats a partir do ambiente regolito de Marte.

Na verdade, a NASA está determinando como os humanos sobreviveriam em Marte, dado o ambiente ao redor. Em vez de testar isso no espaço sideral, a NASA pretende ter quatro voluntários vivendo em Mars Dune Alpha, um módulo de 1.700 pés quadrados impresso em 3D dentro do Johnson Space Center em Houston, TX. Três experimentos foram planejados: o primeiro no outono de 2022, depois em 2024 e o último em 2025. Os voluntários pagos receberão tarefas como simular caminhadas espaciais, usar realidade virtual e realizar pesquisas científicas.

Conclusão

A ocupação do planeta ainda é um mistério não sabemos se realmente será possível  nem quando a mesma acontecerá, mas a cada nova expedição realizada são adquiridos novos conhecimentos que podem ajudar nessa empreitada. E a tecnologia de impressão 3D pode ter um papel fundamental no processo, não só por ser um processo de fabricação rápido e simples que pode ajudar os exploradores na produção de equipamentos como, também, na produção de diversos outros artefatos incluindo habitações. Ainda é cedo para saber o que acontecerá mas certamente novidades surgirão se quiser saber mais sobre elas leia a matéria completa no site.

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da impressão 3D acesse o nosso site.