Cummins Brasil protagoniza tecnologias de descarbonização do transporte

Liderar a transição energética necessária para descarbonizar a indústria, fornecendo aos clientes a tecnologia certa no momento certo com um profundo conhecimento de suas necessidades e aplicações.

Nesta importante edição da Fenatran 2022, a Cummins Brasil protagoniza seus recursos únicos, construídos ao longo do tempo por meio de uma base sólida, fundamentados em uma combinação de soluções com capacidade para atender ao setor hoje e a agilidade essencial para impulsionar suas ofertas de produtos no futuro.

Soluções Destino ao Zero da Cummins na Fenatran 2022 – B6.7 Single Module Euro VI – Motorização B6.7 com pós-tratamento Single Module será exibida nesta edição da Fenatran como parte integrante de uma plataforma completa de motores eletrônicos Euro VI (3.8, 4.5, 6.7, 9, 12 e 15 litros) e os sistemas para redução de emissões de escape Single e U Module, este desenvolvido para caminhões de alta potência (acima de 8.9 litros).

Projetadas pela Cummins Emission Solutions (CES), as tecnologias de exaustão estão 60% menor e 40% mais leve quando comparado aos sistemas que atendem ao mesmo nível de emissões. Os investimentos da Cummins no projeto Euro VI no País já somam R$ 170 milhões.

Com as grandes transformações tecnológicas da Cummins para o atendimento às normas do Conama P8 houve uma redução de cerca de 77% de NOx e de aproximadamente 66% de material particulado (do Euro V para Euro VI).

cummins
Com isso os novos motores serão menos poluentes.

L9 com TWC – O motor a gás exibido nesta Fenatran 2022 é parte integrante de uma gama completa de motores Euro VI a gás (6.7, 9 e 15 litros ), disponível no Brasil e pronta para operar com GNV e biometano.

Os motores a gás da Cummins proporcionam redução de cerca de 80% na emissão de partículas, 90% de óxidos de nitrogênio (NOx) e 70% de emissão dos gases de efeito estufa comparado aos modelos a Diesel Euro V.

O L9 será apresentado com o sistema de pós-tratamento dedicado denominado Three Way Catalyst (TWC). Projetado pela CES, o dispositivo está disponível em duas configurações – horizontal e vertical – para melhor adequação aos projetos dos clientes.

O conjunto catalisador TWC é um sistema mais compacto, com menos itens como bomba, tanque, injetor de Arla, linhas de Arla e de coolant, já que não requer o uso deste agente de ureia.

Cummins Meritor 14Xe e 17Xe

Os eixos elétricos integram o portfolio de soluções de descarbonização da líder em tecnologia e estão confirmadas nesta Fenatran 2022.

Apresentado pela primeira vez no País, o conceito do eixo elétrico 17Xe foi projetado para todas as configurações dos caminhões pesados e traz capacidade para suportar 44 toneladas de peso bruto combinado na versão solo, de acordo com a aplicação.

Em fases de testes, o novo 17Xe oferece um design inovador que, além de facilitar o processo de integração com o veículo, é capaz de proporcionar alta densidade de energia, de até 430 kW de potência contínua. Seu início de fabricação está previsto para 2025, em Lindesberg, na Suécia.

Produzido desde o início do ano em Asheville, na Carolina do Norte, nos EUA, o 14Xe foi desenvolvido para equipar caminhões entre 12t e 24t de Peso Bruto Total (PBT).

O design inovador do eixo elétrico 14Xe garante eficiência, desempenho e economia de peso. Derivado do eixo 14X, o e-Powertrain mantém a mesma interface de suspensão e contempla versões de hardware para facilitar a integração veicular, de acordo com a estratégia dos OEM.

X15H – Ao oferecer o potencial de levar energia de hidrogênio de carbono zero para caminhões de longa distância de até 44t, com potência máxima de 530 hp (395 kW) e um impressionante pico de torque de 2.600 Nm, o conceito do motor Cummins X15H estreia no País durante o evento.

A Cummins estima que um caminhão pesado, com um sistema de armazenamento de combustível de hidrogênio de alta capacidade e alimentado pelo X15H, ofereça um alcance operacional potencial de mais de 1 mil km. De acordo com as previsões da empresa, o motor a combustão interna a hidrogênio deve chegar no mercado global em 2026.

A nova geração do X15H é derivada da plataforma agnóstica de combustível, pioneirismo Cummins, que oferece benefício de uma arquitetura de base comum e capacidade de combustível de baixo a zero carbono.

O fuel-agnostic para a transição energética, em fase de desenvolvimento pela Unidade de Negócios de Motores da Cummins, prevê a fabricação do motor 6.7 para Diesel, gás, hidrogênio, propano e gasolina e os motores de 10 e 15 litros projetados para Diesel e gás e hidrogênio.

“Nossa previsão é que esta inovação da Cummins protagonize de forma inteligente, pois foi desenvolvida para substituir um motor Diesel, mantendo o mesmo powertrain, utilizando ainda tecnologias com as quais OEMs, gerentes de frota e operadores estão familiarizados”, finaliza Rishi. Para saber mais acesse o site.

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da indústria acesse o nosso site.

categoria(s):

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top
× Como posso te ajudar?