//JEOL utiliza tecnologia de microscópio para criar impressora 3D
jeol

JEOL utiliza tecnologia de microscópio para criar impressora 3D

Uma empresa reutilizou a tecnologia de microscópio para criar uma nova e poderosa impressora 3D de metal.

A JEOL, com sede em Tóquio, não é uma empresa nova. Eles existem desde 1949, muito antes da chegada da tecnologia de impressão 3D. Naquela época, e hoje, o seu principal produto são os microscópios eletrônicos.

jeol
Fonte:(https://www.fabbaloo.com)

Um microscópio eletrônico é um dispositivo que explode elétrons de alta velocidade em um alvo e os usa para iluminar o objeto em vez de ondas de luz padrão. A abordagem permite que o microscópio eletrônico alcance ampliações incríveis, até 10MX com resolução de 50pm (isso é 0,0000005mm). Com esse microscópio, os pesquisadores são capazes de perscrutar o mundo microscópico e ver dentro de células vivas e estruturas cristalinas.

Recentemente a empresa adaptou sua tecnologia de microscópio eletrônico para criar um novo tipo de impressora 3D de metal, que foi lançada pela primeira vez em 2021. Chamado de JAM-5200EBM, o dispositivo é voltado para a indústria e é capaz de produzir peças de alta qualidade com grande eficiência e repetibilidade.

A maioria das impressoras 3D de metal usa laser ou feixes de elétrons para derreter seletivamente os leitos de pó, e é isso que está acontecendo com a tecnologia da JEOL, que é semelhante ao EBM.

A JEOL reivindica uma série de vantagens para seu sistema sobre a tecnologia EBM convencional usada por empresas como a ARCAM.

microscopios
Fonte:(https://www.fabbaloo.com)

O benefício mais notável é que o cátodo em seu sistema dura incríveis 1500 horas, muito mais do que as impressoras 3D EBM normais.

Como a JEOL consegue isso?

É realmente muito engenhoso. Eles não usam hélio para evitar a dispersão de pó em seu sistema, mas têm um escudo que se encaixa no plano de construção. Essa blindagem “sem fumaça” é transparente ao feixe de elétrons e mantém a fumaça longe do cátodo porque é soprada sob a blindagem. Isso também significa que a máquina pode continuar a produzir as mesmas peças de alta qualidade durante todo o ciclo de vida do cátodo.

Outra característica interessante é a “correção automática de feixe de elétrons”. Esta é uma característica dinâmica que é herdada de sua tecnologia de fabricação de semicondutores, o que resulta em peças de qualidade muito superior. O requisito para marcar semicondutores com grande precisão é o mesmo requisito para derreter pó metálico.

microscopios
Fonte:(https://www.fabbaloo.com)

O JAM-5200EBM possui um volume de construção cilíndrico de 250mm de diâmetro por 400mm de altura, capaz de construir muitas peças metálicas. É possível empilhar as peças como visto nesta imagem de 190 copos de saquê, todos impressos no mesmo trabalho de impressão.

jeol
Fonte:(https://www.fabbaloo.com)

Como recém-chegada ao espaço de impressão 3D, a JEOL tem uma vantagem significativa: sua rede existente de vendas e serviços existe em todo o mundo. Outros novos participantes do mercado não têm essa capacidade, mas a JEOL poderá atender equipamentos em qualquer lugar imediatamente.

Enxergar as semelhanças entres os processos de microscopia e impressão 3D requer muita abstração e pensamento fora da caixa, essas são habilidades incomuns no mercado, mas que ajudaram a JEOL a ingressar em um novo mercado. Trazendo um produto que utiliza uma tecnologia completamente inovadora podendo trazer grandes revoluções para o mercado.

O sistema JAM-5200EBM é uma história fascinante de alavancar uma tecnologia diferente na impressão 3D. Pode-se pensar que o desenvolvimento de novas tecnologias de impressão 3D pode ter acabado, mas na verdade não é, pois o JEOL é um exemplo de uma abordagem alternativa que oferece grande valor. Para saber mais sobre o  JAM-5200EBM e a JEOL acesse o site.

Para continuar por dentro das principais novidades do mundo da indústria da manufatura aditiva acesse o nosso site.