Indústria 4.0: Expomafe 2023 trará os impactos e benefícios da 4° revolução industrial

A Mercedes-Benz do Brasil é uma das indústrias automotivas que está em fase de implementação e difusão cultural da Indústria 4.0. O termo “Indústria 4.0” teve origem de um projeto estratégico de alta tecnologia do governo alemão, que promove a informatização da manufatura e a integração de dados.

Um dos maiores impactos da indústria 4.0 é a adoção da automatização e eventual redução de mão de obra. Entretanto, segundo o relatório The Future of Jobs, do Fórum Econômico Mundial de 2016, o que a chamada quarta revolução industrial deve provocar é o aperfeiçoamento de competências e habilidades dos profissionais envolvidos, além de mais qualificação na geração de empregos.

BENEFÍCIOS DA INDÚSTRIA 4.0

A combinação entre profissionais mais qualificados, dados, robótica e processos automatizados gera benefícios para toda a cadeia automotiva, uma vez que viabiliza níveis de eficiência superiores. Mais inteligentes, as fábricas contam com sistemas ciber-físicos, que integram computação, comunicação e controle através de redes e processos físicos. A infraestrutura é capaz de fazer a gestão da cadeia de fornecedores e clientes, podendo sincronizar a demanda e otimizar as operações. A empresa que utiliza os dispositivos inteligentes pode ter inatividade quase zero, já que as máquinas não precisam interromper a operação.

A Indústria 4.0 é também tema central nas empresas da indústria nacional. O gerente de Projeto Estratégico da Mercedes-Benz do Brasil, Rafael Gazi, que atua liderando a área de Indústria 4.0 na empresa desde 2018, comenta que o país ainda está dando os primeiros passos quando se fala em ser suficientemente tecnológico, e que isso se deve não apenas ao desconhecimento sobre o tema, mas, também, à extensão territorial.

industria
A montadora alemã foi uma das pioneiras na adoção dessas tecnologias.

“Na minha visão, o Brasil, de forma geral, está caminhando entre as Indústrias 2.0 e 3.0, pelo fato de o país ser muito grande e ter uma diversidade enorme de empresas, organizações e níveis de profundidade na tecnologia. Naturalmente, existem organizações e empresas que já estão na ponta e que vivenciam a Indústria 4.0 no seu dia a dia; enquanto outras, talvez, não tenham nem iniciado a Indústria 2.0”, afirma Gazi.

O key account manager da Kuka Roboter do Brasil, Patrick Polak, esclarece que o payback é um dos principais benefícios em apostar nas tecnologias. “Estamos falando de metade das empresas no Brasil que conhecem o conceito de Indústria 4.0 e apenas 1/3 delas que realmente planeja implementar algo. Pelo que vemos nas empresas que aplicam alguma iniciativa, o retorno sobre o investimento é garantido, principalmente naquelas que levam isso como uma transformação holística, como no caso da Mercedes-Benz, onde percebemos um grande retorno, com uma transformação integral da empresa”, reforça.

A Kuka Roboter do Brasil é o fornecedor líder mundial para instalações de produção na indústria automotiva.

ROBÓTICA NA INDÚSTRIA 4.0

A robótica é um dos pilares da Indústria 4.0, que conta com diversas ferramentas de IoT (Internet das Coisas), com softwares para integração, AGVs, entre outros dispositivos e equipamentos que auxiliam na colaboração, no ganho de tempo e na produtividade.

Desde AGVs (automatic guided vehicle, ou veículos guiados automaticamente) até robôs colaborativos, a Mercedes-Benz possui processos robotizados com equipamentos da Kuka Roboter, fundamentais para a produtividade, especialmente na linha de caminhões que exigem elevada precisão, assertividade e repetibilidade. “A Kuka trouxe uma tecnologia bastante disruptiva, com a aplicação das rodas omnidirecionais nesses AGVs. Isso foi um diferencial porque eles têm uma capacidade de se mover em todos os eixos e em todas as direções. Desta forma, conseguimos adaptar nossa montagem bruta em um espaço pequeno e compacto. Foi um projeto importantíssimo, e de extrema relevância, com a parceria da Mercedes-Benz e da Kuka”, certifica Gazi.

CADEIA AUTOMATIZADA

Pelo terceiro ano consecutivo expondo na Expomafe – Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial – a Renishaw tem no mercado automotivo um dos seus grandes segmentos de atuação. “O mercado automotivo é uma de nossas principais áreas de atuação, nosso marketshare é acima de 70% neste segmento e representa 45% de nossas vendas. Produzimos sistemas de diagnóstico, de apalpação, detecção de quebra de ferramenta, preset e softwares para máquinas-ferramenta, sistemas de medição in process, retrofit, software e acessórios para equipamentos de medição por coordenadas, assim como soluções completas em medição por coordenadas para laboratório de metrologia e chão de fábrica”, diz o gerente de Marketing e Vendas da Renishaw Apply Inovation, Marco Bueno.

industria
O mercado automotivo é um grande usuário das tecnologias 4.0, principalmente, para otimizar processos e fornecer produtos mais modernos.

Especializada em tecnologias de metrologia de alta precisão e de saúde, a empresa desenvolve soluções e sistemas que fornecem precisão, controle e confiabilidade incomparáveis. Também se destaca no campo da manufatura aditiva (também chamada impressão 3D), no qual projeta e produz máquinas industriais para “imprimir” peças a partir de pó metálico.

Ainda de acordo com Bueno, além do mercado automotivo, a empresa atende outros ramos da indústria. O executivo identifica um aumento da atividade em áreas como transporte, movimentação de terra, defesa e serviços de usinagem em geral e afirma que a empresa está em um período de crescimento do mercado industrial. Bueno comenta que o crescimento não foi só no primeiro semestre deste ano, mas, segundo ele, desde 2020 a curva é ascendente. “Nossos produtos são soluções para melhoria de produtividade e redução de custos”, diz.

Na visão do executivo, o processo de adequação para Indústria 4.0 passa, obrigatoriamente, pela digitalização de informação, automação de sistemas e controle de processo integrado. “Estes são fatores nos quais nossas soluções têm impacto direto. Somos focados em melhorar a performance de sistemas de produção e controle baseados em digitalização, automação e monitoramento de processos e em um ambiente de crescimento da aplicação dos conceitos de Indústria 4.0. Nos encaixamos como um provedor de soluções essenciais para auxiliar o mercado sul-americano”, afirma.

Participante desde a 1ª edição da Expomafe, Bueno diz acreditar muito no evento, colhendo excelentes resultados ao longo das edições. “A expectativa para 2023 é muito positiva. A empresa investiu em uma área e estande maiores para receber melhor os clientes e apresentar as novidades que teremos”, diz. A Expomafe 2023 acontece entre os dias 9 e 13 de maio, no São Paulo Expo, em São Paulo (SP). Para saber mais acesse o site.

Sobre a Expomafe 2023

SERVIÇO:

3ª Expomafe –  Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial

Quando: De 9 a 13 de maio de 2023

Local: São Paulo Expo – Rod. dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo (SP)

Horários: 3ª a 6ª das 10h às 19h, e Sábado das 9h às 17h

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da indústria acesse o nosso site.

categoria(s):

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?