Indústria de elementos de fixação de Taiwan busca conquistar mais espaço no mercado brasileiro

Em 2021, segundo o Ministério da Indústria e Comércio (Mdic), o Brasil importou de Taiwan somente 3,9% das mais de 98 mil toneladas de fixadores metálicos, que somaram US$ 457 milhões. Taiwan ocupa modesto sexto lugar no ranking brasileiro de importação destes produtos, mas deseja galgar postos mais altos no ranking e ocupar um lugar compatível com a capacidade de produção e reconhecimento no mercado global.

Conhecendo a indústria de Taiwan

Para se ter ideia, a indústria taiwanesa do segmento de fixadores (parafusos e afins) é formada por cerca de 1600 fabricantes, altamente inseridos no mercado internacional, com 80% de produção destinada para exportação. Cerca de 60% dos fixadores de Taiwan são adquiridos pelos Estados Unidos e a União Europeia.

industria
O país tem uma alta produção de fixadores, com capacidade para ocupar ainda mais o mercado.

Para intensificar as relações comerciais com o Brasil nesse setor, o Taitra (Taiwan External Trade Development Council, ou Conselho para o Desenvolvimento do Comércio Exterior de Taiwan) irá promover o Seminário TaiwanTech em Fixadores e Ferramentas, no próximo dia 15 de setembro, em São Paulo (SP). Destinado a fabricantes, importadores, distribuidores e representantes comerciais do setor, o evento tem o objetivo de promover a “Taiwan International Fastener Show (Fastener Taiwan)”, que será realizada de 3 a 5 de maio de 2023, em Kaohsiung City, Taiwan. Esta reunião dos líderes mundiais do setor de fixação B2B é uma oportunidade única para conduzir negócios em toda a cadeia de suprimentos global.

O Seminário será uma oportunidade de conhecer a indústria de fixadores de Taiwan, a relevância da feira e a forma de fazer negócios com os fabricantes pela experiência de empresários brasileiros que já estão na lista de seus parceiros comerciais. Os temas são instigantes.

Fasteners: centavos que seguram milhões de dólares”, por Carlos Eduardo Ueti, representante de vendas no Brasil da NES, empresa taiwanesa de fixadores, irá explanar sobre a adequação e investimentos da NES para o atendimento dos requisitos de mercado e das autoridades governamentais na certificação e homologação de novos projetos de fixadores para a indústria automobilística.

A NES Limited está sediada em Taiwan, como fornecedor de serviços completos em sistemas de fixação. “A empresa fornece uma solução total em fabricação e inovação de fixadores, engenharia e suporte técnico, integração de fornecedores e armazéns na Europa e na América do Norte com seus próprios centros de produção e desenvolvimento em Taiwan e na América do Norte”, diz Carlos Ueti, ressaltando que a NES está entre os fornecedores de fixadores para a indústria automotiva de nível 1 e 2 mais famosos do mundo.

Em seguida, Leandro Lopes, CEO da Latam Fastener, falará sobre a Accuvision, máquina de última geração, que representa uma nova tecnologia para a detecção de falhas em fixadores com auxílio de equipamentos óticos. “Essa máquina é totalmente desenvolvida pelo fabricante, inclusive o software de inspeção e seleção das peças a serem selecionadas. O sistema ótico faz a captura das imagens, e as transforma em dados em milissegundos. Ela é dotada de inteligência artificial, que verifica os produtos enquanto eles são inspecionados, avalia escalas, parâmetros; o software interpreta esses dados e se ajusta automaticamente, reduzindo os riscos de erros nos próximos lotes. É uma máquina customizada para os projetos de cada cliente..

Taiwan: onde ainda se constroem relações comerciais de confiança” é o tema de Roberto Farina, CEO da Inoxpar. Ele negocia com Taiwan desde 2009 e destaca a facilidade de diálogo com os fornecedores como um grande diferencial. “Eles são abertos, flexíveis, cumprem os prazos. Isso é fundamental no nosso negócio.”, explica. Outro ponto importante, segundo ele, é a qualidade dos produtos. “A quantidade de itens fora das normas que chega em cada importação é mínima. A performance é muito elevada. Isso gera confiança”, afirma.

O evento

A experiência de uma década de visitas comerciais à Taiwan será descrita por Sergio Milatias, publisher da Revista do Parafuso, a única publicação especializada no Brasil. Com o sugestivo título de “Dez anos de laços com Taiwan”, Milatias irá compartilhar a sua experiência, visitando Taiwan desde 2012. “Vou relatar a minha satisfação de ter encontrado um país com cenário bastante positivo, produtivo, um tanto surpreendente para quem não conhece o país e o visita pela primeira vez”, adianta.

A Fastener Taiwan 2023 contará com produtos de fixação all-inclusive, incluindo roscas, porcas, parafusos, presilhas, castanhas, equipamentos de fabricação de fixação, ferramentas de fixação, medidores & instrumentos e fios & matérias-primas. A exposição apresentará insights inestimáveis da indústria global sobre as cadeias de suprimentos e tendências da indústria de fixação.

industria
Durante o evento serão expostos diversos produtos do país.

A edição anterior da Fastener Taiwan, em 2018, marcou um recorde, com 415 expositores e mais de 1.100 estandes. Em 2023, a exposição oferece aos expositores e compradores uma plataforma completa de marketing digital integrado virtual e real. Uma programação completa de eventos híbridos online & offline, incluindo exposição online, global fastener summit, passeios ao vivo no local, matchmaking (parcerias) e networking também está disponível.

A inscrição on-line para empresas estrangeiras participarem da feira como expositores está disponível desde 1º de julho e permanecerá até 31 de outubro de 2022 no site da feira https://bit.ly/3wpbumE, onde também podem ser obtidas mais informações. Para saber se inscrever no evento acesse o site.

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da indústria acesse o nosso site.

categoria(s):

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?