Alstom investe R$ 100 milhões e triplica área fabril em Taubaté

A Alstom concluiu o projeto de ampliação e modernização de sua fábrica de Taubaté (SP), que teve triplicada a sua área construída, que passou para 60 mil m², e alguns setores industriais também ampliados e modernizados, de modo a poderem receber mais de um projeto em paralelo.

As intervenções consumiram R$ 100 milhões. O investimento faz parte da estratégia de crescimento da companhia no Brasil, após a assinatura de seis contratos nacionais e internacionais.

Dois desses projetos já começaram a ser tirados do papel e a previsão é de que todos os seis estejam concluídos até 2028. Serão mais de 170 trens, com mais de 940 carros, destinados aos sistemas de trens urbanos de São Paulo, Santiago (Chile), Taipei (Taiwan) e Bucareste (Romênia).

alstom
Fonte:(https://www.usinagem-brasil.com.br)

Para atender a execução dos projetos, a empresa também irá contratar até março de 2023 em torno de 750 colaboradores, dos quais 700 atuarão na unidade de Taubaté. Cerca de 500 profissionais já estão sendo capacitados pelo Senai.

“A ampliação e modernização desta fábrica comprova que não estamos desperdiçando oportunidades para continuar crescendo e apoiando comunidades na transição para o transporte de passageiros e de carga com emissões baixas e zero”, disse o CEO e presidente do Conselho da Alstom, Henri Poupart-Lafarge, que esteve presente na cerimônia de finalização dos trabalhos.

A fábrica de Taubaté foi inaugurada em 2015 e é referência internacional na fabricação de carros em aço inoxidável. Mas após a conclusão da entrega de 27 trens para o sistema VLT do Rio de Janeiro, a unidade ficou praticamente ociosa, situação que será agora modificada com os seis novos contratos.

Para ter uma ideia da importância destas encomendas, desde o início de suas atividades no Brasil, em 1955, a Alstom produziu cerca de 4.600 carros. Só os seis novos contratos preveem a fabricação de quase 1 mil carros daqui até 2028.

De origem francesa, a Alstom é uma das maiores empresas do mundo no setor de mobilidade ferroviária. A filial brasileira, além de atender as operadoras das principais capitais do país, já exportou para o Chile, Estados Unidos e África do Sul, e está agora incluindo no portfólio Taiwan e Romênia. Para saber mais sobre a Alstom acesse o site.

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da indústria acesse o nosso site.

categoria(s):

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?