Catalisadores devem ser aplicados também nos motores estacionários

Utilizados em diversos segmentos, os motores estacionários são máquinas de combustão interna. Encontrados nos setores marítimos e industriais, entre outros, eles podem ser movidos a diesel, gás natural, ou biocombustíveis. Por conta destas matrizes energéticas, os motores estacionários emitem gases nocivos na atmosfera como, por exemplo, VOC (Compostos Orgânicos Voláteis); dentre eles os HC (Hidrocarbonetos), CO (Monóxido de Carbono), NOx (Óxidos de Nitrogênio) e partículas. A tecnologia incorporada aos catalisadores da Umicore é uma excelente alternativa para reduzir o impacto desses poluentes no meio ambiente.

Catalisadores Umicore

 

A Umicore oferece soluções de acordo com as especificidades do motor e o segmento. As principais tecnologias da companhia para eliminação de gases tóxicos de fontes estacionárias são:

catalisador
Esse tipo de motor é muito comum na indústria naval.

Catalisador de Oxidação Diesel (DOC): Principal produto do segmento, ele é aplicado em empilhadeiras, geradores de energia e tratores, entre outras máquinas com motor a diesel. Pode ser produzido com suporte cerâmico ou metálico. A reação promovida por este catalisador tem potencial de eliminar mais de 90% das emissões de HC e CO. Ele também reduz consideravelmente a quantidade de aldeídos e elimina odores.

Filtro Catalítico de Partículas para Motores Diesel (cDPF): Tecnologia utilizada para eliminar substâncias particuladas, ela filtra mais de 95% desses materiais, mesmo os ultrafinos (PM2,5). Esse tipo de partícula é facilmente identificado no motor a diesel ao observar-se a fuligem, ou fumaça preta, na saída do escapamento ou chaminé. O filtro oferecido pela Umicore permite que geradores e máquinas estacionárias sejam usadas em ambientes urbanos, minimizando a geração de materiais tóxicos.

catalisador
Pode-se enxergar a presença do material particulado através da cor da fumaça.

Catalisadores para aplicação CNG/GLP: Projetados para motores a combustão de gás natural, possuem formulação diferente dos catalisadores a diesel. Neste caso, existe um grande desafio na conversão de gás metano (CH4), sendo necessário maior quantidade de material ativo na composição do catalisador. Algumas aplicações podem trabalhar com mistura estequiométrica, ou seja, a combinação necessária de ar e combustível para que a queima perfeita do componente possa acontecer. Isso favorece a utilização de catalisadores de três vias (TWC), que fazem a oxidação de THC e CO, ao mesmo tempo em que reduz o NOx. Dependendo da regulagem do gás e da temperatura da exaustão, é possível atingir conversões superiores a 90% para os três tipos de gases.

Catalisador de Redução Seletiva (SCR): responsáveis pela conversão de NOx (óxidos de nitrogênio) em motores com excesso de oxigênio, como os do ciclo a diesel. Estes catalisadores reagem com a amônia, gerada a partir da injeção no escapamento do reagente à base de ureia. A grande vantagem deste sistema é permitir a conversão de até 90% de NOx sem alterar o consumo do motor. Dessa forma, há alta economia de combustível em instalações de geração de energia. Para saber mais acesse o site.

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da indústria automotiva acesse o nosso site.

categoria(s):

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top
× Como posso te ajudar?