1° centro brasileiro para impressão 3D de peças metálicas com arame de aço será em Minas Gerais

A ArcelorMittal e a Belgo Bekaert celebraram uma parceria com o Senai para lançar o 1º Centro de Desenvolvimento da Tecnologia de Manufatura Aditiva por Deposição a Arco (CDT Mada) do país. Com investimento inicial de R$ 9 milhões, a implantação do centro ocorrerá ao longo de três anos e prevê a compra de equipamentos e softwares, bem como o desenvolvimento de profissionais especializados, e será localizado no Centro de Inovação e Tecnologia CIT Senai, em Belo Horizonte (MG).

O Centro Mada e as perspectivas para o mercado brasileiro

 

O principal objetivo do CDT Mada é auxiliar no aperfeiçoamento tecnológico do mercado industrial brasileiro de manufatura aditiva metálica ao fornecer desde arames especiais como insumo, até a mão de obra especializada e a produção de peças em aço com arame pelo processo Mada. Essa iniciativa está conectada com as áreas Steam (Ciências, Tecnologia, Engenharias, Arte e Matemática).

A ArcelorMittal e a Belgo Bekaert, por intermédio do Centro de Inovação ArcelorMittal para a Indústria (Ciami), já estão desenvolvendo novas ligas de aço para manufatura aditiva por deposição a arco (novos arames para alimentar equipamentos que produzem peças metálicas por meio da impressão 3D).

centro
Fonte:(https://ipesi.com.br)

“Estamos criando o primeiro arame de aço brasileiro projetado especificamente para o uso no processo Mada e, junto ao CIT Senai, já imprimimos um protótipo que está sendo testado em nossas fábricas, em Contagem (MG)”, conta o diretor de Inovação e Digital da Belgo Bekaert André Ghion. A empresa investe em pesquisas para a impressão 3D de peças de aço com arame desde 2016.

Características do arame

 

Segundo Ghion, o CDT Mada é mais um marco do avanço dessa tecnologia que pode alterar o curso da história da manufatura e levar muito mais velocidade e agilidade na produção de peças complexas sem necessidade de escala e muitas vezes de forma customizada com baixo custo.

O avanço da tecnologia da manufatura aditiva – a partir do arame de aço como insumo – abre uma gama de possibilidades para a indústria, tanto para a fabricação de uma peça única com mais rapidez, quanto para uma peça que não está mais disponível no mercado ou mesmo a customização de peças para projetos específicos. “Por meio do processo Mada é possível criar produtos com geometrias complexas num menor prazo, reduzindo o desperdício de materiais e melhorando a performance na aplicação final.

Também é possível combinar diferentes materiais e ajustar as propriedades mecânicas de uma peça ou até mesmo de partes dela. Todas estas características de customização e otimização diferenciam o Mada dos processos tradicionais de fabricação”, destaca Alexandre Caldeira, gerente geral de Inovação e Açolab da ArcelorMittal Aços Longos Latam e Mineração Brasil e responsável pelo Ciami.

De acordo com Caldeira, a criação deste centro de impressão em peças metálicas no Brasil é uma iniciativa inovadora, pioneira e muito relevante para colocar o país no mapa da Indústria 4.0.

Para o gerente de Inovação do CIT Senai, José Luciano de Assis Pereira, o CDT é uma grande conquista para a indústria nacional, de forma a ampliar as competências dos institutos de Inovação em Metalurgia e Ligas Especiais e de Tecnologia em Metalmecânica. “O mercado de spare parts movimenta bilhões de dólares em recursos, e as indústrias nem sempre contam com um lead time aceitável das entregas, de acordo com suas necessidades. Com nossos parceiros, ArcelorMittal, Belgo Bekaert, MRS Logística e DELP, iremos trabalhar no desenvolvimento de novas metodologias, na ampliação do conhecimento e dos talentos neste setor”, afirma. Para saber mais sobre o centro acesse o site.

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da indústria acesse o nosso site.

categoria(s):

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?