Motores elétricos com carcaça de alumínio apresentam vantagens

Motores elétricos de alumínio apresentam várias vantagens, inclusive do ponto de vista da ergonomia, de acordo com a Hercules Motores Elétricos . Segundo Drauzio Menezes, diretor da companhia, “grandes empresas estão investindo nos motores elétricos com carcaça de alumínio para os seus equipamentos, com peso consideravelmente menor do que os de ferro, e ergonomicamente mais adequados para os colaboradores, que levantam e manuseiam o motor e até os equipamentos. Além disso, por serem leves, ajudam a reduzir os custos com fretes e com movimentações, o que é um grande benefício.”

O executivo diz que a aplicação de peças de alumínio injetado vem apresentando um crescimento constante em vários setores produtivos e em diferentes equipamentos. “A leveza, resistência e a facilidade em transportar fizeram com que houvesse um crescimento na procura destes tipos de motores, como o IP55-IR3 Trifásico, sendo 31% mais leve que os demais produtos de mercado, dedicado para acionamento de diversas máquinas e equipamentos”, detalha.

motores
Além da grande aplicação industrial os motores podem ser utilizados em equipamentos comuns.

Menezes explica que a utilização da carcaça injetada em alumínio de alta resistência em motores elétricos proporciona vários diferenciais técnicos, pois além de ser mais leve, dissipa melhor o calor e possui design superior e mais tecnológico. Utilizando o processo de injeção de alumínio sob pressão, procedimento que permite alta produção de peças com geometrias complexas, como é o caso da carcaça. “No método, o alumínio fundido é injetado em alta pressão, dessa maneira atinge o preenchimento total do molde, que depois é aberto para a peça ser retirada. Na Hercules Motores, trabalhamos com especificações técnicas detalhadas do alumínio utilizado e fazemos inspeções de recebimento em todos os lotes para garantir que essas características sejam atendidas.”

motores
Cada vez mais o movimento da eletrificação vai ganhando força.

Em comparação, a carcaça de motores com ferro fundido possui desvantagens: maior peso, dissipam menos calor, não suportam ambientes agressivos, possuem um acabamento superficial inferior e não são totalmente sustentáveis. “Para reprocessar o ferro, é utilizado processo de fundição em molde de areia verde e de uma resina especial. Depois de fundida a peça, parte da areia com resina é reutilizada e parte é descartada. Para fundir o ferro, é necessário muito mais energia elétrica, enquanto para o alumínio, basta derreter e injetar novamente. Além disso, o alumínio tem um alto valor de reciclagem”, finaliza. Para conhecer mais sobre os motores acesse o site.

Para continuar por dentro das principais notícias do mundo da indústria acesse o nosso site.

categoria(s):

Marcus Figueiredo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?